info@sefo.pt

+351 261 339 920

Ano Letivo 2020/21

*Nota prévia: a informação abaixo disponibilizada poderá estar sujeita a alterações ou atualizações, em função da evolução do contexto de saúde pública e das diretrizes emanadas pelas autoridades competentes.

 

FAQ’s Professores

 

1. Quais as principais alterações no espaço-sala de aula?

• Atribuição de uma sala fixa por turma para todas as disciplinas teóricas;
• Em cada sala, apenas irá existir o número de mesas necessário ao número de alunos/turma e a mesa do(a) professor(a);
• Dependendo do equipamento disponível, as mesas poderão ser individuais ou partilhadas (2 alunos/mesa), embora, neste último caso, procurando o maior distanciamento possível entre alunos na mesa;
• Planta de sala fixa a ser cumprida em todas as disciplinas, com mesas marcadas por aluno e permitindo que cada um permaneça no mesmo lugar da sala durante todo o dia;
• As aulas decorrerão de porta aberta e, sempre que possível, também algumas janelas, estimulando a circulação e renovação de ar;
• As salas de aula irão permanecer abertas durante os intervalos;
• Todos os professores deverão assegurar que possuem material de utilização individual próprio (canetas de quadro branco e outros consumíveis) e que o levam consigo para a aula, sendo igualmente responsáveis pela sua recolha no final;
• O teclado do computador do(a) professor(a) da sala será revestido por película e estará disponível na mesa uma solução desinfetante para que o(a) professor(a) possa proceder à higienização do restante equipamento comum antes e após a sua utilização.

 

2. As aulas decorrerão apenas no espaço físico da escola e em regime presencial?

O ano escolar terá início em modalidade de Ensino Presencial, no entanto, serão igualmente abertos Canais “Microsoft Teams” por Turma/Disciplina, tal como se procedeu durante o período de Ensino à Distância (E@D), mantendo desde o primeiro momento esta via ativa junto dos alunos e integrando-a na prática pedagógica, o que será facilitador da sua utilização mais intensiva, caso as circunstâncias assim o exijam.
De acordo com as indicações das autoridades competentes, todas as escolas se deverão preparar no sentido de poderem trabalhar de acordo com 3 cenários possíveis, a saber, Regime Presencial, Regime Misto e Regime de Ensino à Distância, cenários estes que poderão ser ativados sempre que necessário.

 

3. Quais os locais de trabalho individual disponíveis na escola?

As salas de trabalho na escola mantêm-se nas suas localizações habituais (sala de DT’e e CC’s, sala de professores externos, entre outros), embora, dentro das limitações específicas de cada espaço físico, tenham sofrido algumas alterações na gestão dos equipamentos, de modo a procurar obter salas de trabalho que preservem o maior distanciamento social possível entre os colaboradores.
Todos os utilizadores destes espaços deverão ser portadores de máscara ou viseira e, sempre que possível, a escola procurará promover a rotatividade horária nos espaços, por forma a evitar períodos de grandes aglomerações.
Sempre que possível, cada professor deverá utilizar computador pessoal portátil, o que se revela facilitador da deslocalização do seu local de trabalho.

 

4. Tenho de dar aulas com máscara?

Sim, nas aulas presenciais o professor deverá lecionar com máscara de proteção individual ou viseira.
Adicionalmente, cada professor deverá também respeitar as restantes regras de sala de aula (ver pergunta 1.), destacando-se entre elas: porta e janela abertas (sempre que possível), utilização individual do material de apoio/consumíveis (canetas e outros), higienização dos equipamentos comuns.

 

5. Qual a conduta pessoal exigida aos alunos (principais aspetos-chave)?

• Utilização de máscara de proteção individual – a escola irá disponibilizar, no início do ano letivo, uma máscara reutilizável por aluno e este será responsável pela sua manutenção e uso nas circunstâncias requeridas;
• Higienização frequente das mãos (com água e sabão e/ou com solução à base de álcool, disponível em vários espaços da escola);
• Respeito pelo distanciamento social;
• Respeito pelos percursos de circulação definidos para o espaço escolar;
• Respeito pelo lugar em sala de aula;
• Não partilhar objetos, material escolar e/ou outros utensílios;
• Permanecer na escola apenas o tempo necessário à realização das atividades letivas;
• Trazer, sempre que possível, computador pessoal portátil para utilização individual pelo(a) aluno(a) durante as atividades letivas;
• Assegurar, sempre que possível, que os lanches ao longo do dia são feitos com recursos trazidos pelo aluno, evitando deslocações sucessivas ao bar e aglomerados.

 

6. Haverá alterações aos horários?

A mancha horária base da ESCO será mantida, em termos gerais, por forma a evitar constrangimentos de transportes; no entanto, os intervalos durante o dia, bem como os horários de almoço, poderão sofrer ajustes de modo a alternar a permanência dos alunos/turma nos espaços comuns, evitando aglomerações de maior – essa indicação será dada pelos professores aos respetivos grupos turma.
Irão ser privilegiadas aulas com 2 blocos de duração mínima (leia-se 120 minutos), por disciplina, de modo a reduzir o número de professores na escola por dia.

As alterações necessárias e os horários semanais serão sempre atempadamente divulgados junto dos alunos através dos canais digitais de escola (mail e plataforma Moodle) e estarão igualmente afixados em sala de aula. 

 

7. Como funcionarão as reuniões de conselho de turma e outras?

No início deste ano letivo irão ser privilegiadas as reuniões presenciais, no entanto, sempre que se revele necessário, poderão ser agendadas sessões de trabalho em modalidade de videoconferência utilizando os canais anteriormente definidos para este efeito.
Poderá igualmente optar-se por um regime misto, em que alguns participantes se encontram no espaço físico da escola e outros asseguram a sua participação de forma digital.

 

8. Como decorrerão as aulas de Educação Física?

Os procedimentos específicos serão comunicados aos alunos pelo respetivo professor da Disciplina. A utilização dos balneários está interdita.

 

9. Como será o acesso ao Refeitório/Bar?

O serviço de refeitório e bar será mantido, bem como a disponibilização de um espaço de refeições para os alunos/professores que trazem os seus almoços de casa.
Por uma questão de equilíbrio de utilizadores no espaço, as refeições que sejam adquiridas no refeitório/bar, deverão ser consumidas nas mesas junto ao mesmo e as refeições trazidas de casa deverão ser consumidas no espaço do átrio, em local devidamente sinalizado e preparado para o efeito e com acesso aos micro-ondas de apoio.

 

10. Quais são as situações excecionais elegíveis para a não-frequência das aulas presenciais por parte de um(a) aluno(a)?

As situações excecionais deverão ser determinadas pelo médico assistente e, nessa sequência, a escola deverá ser informada, com a maior brevidade possível.
Os alunos que forem considerados “de risco” e que, por esse motivo, lhes seja recomendada a não frequência de aulas presenciais, deverão apresentar uma Declaração Médica ao seu(ua) Diretor(a) de Turma, onde apareça discriminado o contexto de saúde individual respetivo e as limitações que se impõem.

 

11. Como devo proceder se um(a) aluno(a) apresentar sintomas de constipação ou outros considerados de alarme?

Caso algum(a) professor(a) verifique a existência deste tipo de sintomas em algum(a) aluno(a), durante o seu tempo letivo, deverá encaminhar o(a) aluno(a) respetivo para a sala de isolamento, solicitando para o efeito a ajuda de um colaborador dos Serviços Administrativos, e partir daí serão aplicados os procedimentos descritos no Plano de Contingência da escola.

Na mesa do professor, em cada sala de aula, encontra-se igualmente afixado o fluxograma base de procedimento a adotar nesta circunstância.

 

12. Como se irão processar as atividades de enriquecimento pedagógico (visitas de estudo e outras)?

Na planificação da sua Disciplina/Módulo/UFCD, cada professor deverá privilegiar as atividades dentro do espaço escolar e suas imediações e/ou num perímetro de circulação pedestre dentro do concelho ou até mesmo aquelas que são desenvolvidas em plataformas digitais.
Deverá igualmente procurar estimular as atividades que possam decorrer em espaços amplos ou ao ar livre.

 

 

FAQ’s Alunos e Famílias / Encarregados de Educação

 

1. Quando começa o ano letivo?

O ano letivo 2020/21 irá começar dia 2 de setembro para os alunos de 2º e 3º anos com módulos por recuperar, dia 15 de setembro (turmas A18, PSI5 e GD4) e 17 de setembro (turmas G15, T8, H13) para os novos alunos de turmas de 1º ano (atividades de acolhimento) e dia 21 de setembro para todos os alunos.

 

2. Como será feito o acesso ao espaço escolar (entrada principal e percursos de circulação internos entre espaços comuns e salas de aula)?

O acesso ao espaço escolar será feito exclusivamente pela entrada principal do edifício (portaria com segurança), sendo que os alunos apenas poderão entrar após higienização das suas mãos (com uma solução à base de álcool disponível à entrada) e utilizando máscara cirúrgica ou social.
Dentro do espaço escolar, estão definidos corredores de circulação, alguns de sentido único, devidamente sinalizados, que deverão ser cumpridos por todos, por forma a evitar grandes concentrações nos espaços comuns.
Sempre que permaneçam em espaços de utilização comum, no interior do espaço escolar e, no exterior, quando acompanhados, todos os alunos deverão ser portadores de máscara de proteção individual e respeitar o distanciamento social.

 

3. O que acontece se me esquecer da máscara?

A escola irá assegurar ao aluno(a) a cedência pontual de uma máscara para que possa ter acesso ao espaço escolar em condições de segurança.
No entanto, esta deverá ser uma situação excecional, sendo responsabilidade do(a) aluno(a) assegurar que é portador(a) de máscara individual.

 

4. Quais as principais alterações no espaço-sala de aula?

• Atribuição de uma sala fixa por turma para todas as disciplinas teóricas;
• Em cada sala, apenas irá existir o número de mesas necessário ao número de alunos/turma e a mesa do(a) professor(a);
• Dependendo do equipamento disponível, as mesas poderão ser individuais ou partilhadas (2 alunos/mesa), embora, neste último caso, procurando o maior distanciamento possível entre alunos na mesa;
• Planta de sala fixa a ser cumprida em todas as disciplinas, com mesas marcadas por aluno e permitindo que cada um permaneça no mesmo lugar da sala durante todo o dia;
• As aulas decorrerão de porta aberta e, sempre que possível, também algumas janelas, estimulando a circulação e renovação de ar.

 

5. Qual a conduta pessoal exigida aos alunos (principais aspetos-chave)?

• Utilização de máscara de proteção individual – a escola irá disponibilizar, no início do ano letivo, uma máscara reutilizável por aluno e este será responsável pela sua manutenção e uso nas circunstâncias requeridas;
• Higienização frequente das mãos (com água e sabão e/ou com solução à base de álcool, disponível em vários espaços da escola);
• Respeito pelo distanciamento social;
• Respeito pelos percursos de circulação definidos para o espaço escolar;
• Respeito pelo lugar em sala de aula;
• Não partilhar objetos, material escolar e/ou outros utensílios;
• Permanecer na escola apenas o tempo necessário à realização das atividades letivas;
• Trazer, sempre que possível, computador pessoal portátil para utilização individual pelo(a) aluno(a) durante as atividades letivas;
• Assegurar, sempre que possível, que os lanches ao longo do dia são feitos com recursos trazidos pelo(a) aluno(a), evitando deslocações sucessivas ao bar e aglomerados.

 

6. Haverá alterações aos horários?

A mancha horária base da ESCO será mantida, em termos gerais, por forma a evitar constrangimentos de transportes; no entanto, os intervalos durante o dia, bem como os horários de almoço, poderão sofrer ajustes de modo a alternar a permanência dos alunos/turma nos espaços comuns, evitando aglomerações de maior – essa indicação será dada pelos professores aos respetivos grupos turma.
Irão ser privilegiadas aulas com 2 blocos de duração mínima (leia-se 120 minutos), por disciplina, de modo a reduzir o número de professores na escola por dia.

As alterações necessárias e os horários semanais serão sempre atempadamente divulgados junto dos alunos através dos canais digitais de escola (mail e plataforma Moodle) e estarão igualmente afixados em sala de aula. 

 

7. Como decorrerão as aulas de Educação Física?

Os procedimentos específicos serão comunicados aos alunos pelo respetivo professor da Disciplina. A utilização dos balneários está interdita.

 

8. Como será o acesso ao Refeitório/Bar?

O serviço de refeitório e bar será mantido, bem como a disponibilização de um espaço de refeições para os alunos/professores que trazem os seus almoços de casa.
Por uma questão de equilíbrio de utilizadores no espaço, as refeições que sejam adquiridas no refeitório/bar, deverão ser consumidas nas mesas junto ao mesmo e as refeições trazidas de casa deverão ser consumidas no espaço do átrio, em local devidamente sinalizado e preparado para o efeito e com acesso aos micro-ondas de apoio.

 

9. Como será o acesso às casas de banho?

O acesso às casas de banho irá manter-se da forma habitual, respeitando as normas de utilização de espaços comuns e a utilização de máscara de proteção individual no acesso às mesmas.
A escola irá igualmente reforçar a limpeza e higienização destes espaços, bem como das restantes áreas comuns à comunidade escolar.

 

10. Como funcionam os contactos entre a escola e as famílias/EE?

A escola irá continuar a assegurar a comunicação com as famílias e Encarregados de Educação, através do(a) Diretor(a) de Turma respetivo(a), privilegiando, para o efeito, os canais indiretos (telefone, mail ou videoconferência).
No entanto, sempre que se justifique, poderá ser agendada reunião presencial.

 

11. Como funcionam os contactos com os Serviços Administrativos (secretaria)?

As deslocações presenciais aos Serviços Administrativos deverão ser evitadas, privilegiando-se, para a recolha de informações e/ou esclarecimento de dúvidas ou requisições, a utilização dos canais indiretos disponíveis:
Mail: servicosesco@sefo.pt, | Telf. 261 339 920 (09h00 – 17h30)

 

12. Como funcionam os contactos com as Estruturas de Apoio (SPO, ESS …)?

A escola irá continuar a assegurar os serviços disponibilizados pelas estruturas de apoio, que poderão ser desenvolvidos em sessões presenciais com os técnicos, mediante marcação prévia e respeitando as normas em vigor ou através dos canais indiretos (telefone, mail ou videoconferência).

 

13. Quais são as situações excecionais elegíveis para a não-frequência das aulas presenciais por parte de um(a) aluno(a)?

As situações excecionais deverão ser determinadas pelo médico assistente e, nessa sequência, a escola deverá ser informada com a maior brevidade possível.
Os alunos que forem considerados “de risco” e que, por esse motivo, lhes seja recomendada a não frequência de aulas presenciais, deverão apresentar uma Declaração Médica ao seu(ua) Diretor(a) de Turma, onde apareça discriminado o contexto de saúde individual respetivo e as limitações que se impõem.

 

14. O que devo fazer se tiver sintomas de constipação, febre ou outros considerados de alerta?

Caso estes sintomas se desenvolvam no domicílio, o aluno(a) deverá permanecer em casa e informar o(a) Diretor(a) de Turma com a maior brevidade possível para que este possa acionar as medidas internas que constam no Plano de Contingência da escola, nomeadamente, se necessário, os procedimentos de quarentena de turma.
Caso estes sintomas surjam no espaço escolar, o(a) aluno(a) deve informar de imediato um professor e/ou funcionário.
Este irá acompanhá-lo(a) à sala de isolamento dando seguimento aos procedimentos descritos pelas autoridades e presentes no Plano de Contingência da escola para este tipo de situação.

Comments are closed.